quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Maturidade da Amizade

Amar alguém é viver o exercício constante de não querer fazer com que ele seja como nós gostaríamos que ele fosse.
A experiência de amar e ser amado é acima de tudo a experiência do respeito. Se você não consegue lidar com os limites dos outros, é porque você não consegue lidar com os seus limites. Eu posso até admirar no outro o que eu não tenho em mim, mas eu não tenho o direito de fazer dele uma representação daquilo que me falta.
A maturidade nos faz perceber que não podemos mudar os fatos.
As pessoas imaturas querem modificar os fatos; por outro lado, as pessoas maduras deixam que os fatos as modifiquem.
É o processo de maturidade na amizade que nos leva ao verdadeiro encontro com as pessoas que estão ao nosso lado. Muitas vezes, os nossos relacionamentos de amizade são verdadeiros fracassos porque somos imaturos.
Amigos não são o que imaginamos. Eles têm todos os defeitos, mas fazem parte da nossa vida e não os trocamos por nada deste mundo.
Isso porque não temos medo dos defeitos dos outros, pois sabemos que tais defeitos não serão espelhos para nós.
Nós seremos para nossos amigos um instrumento de Deus para que eles superem essas limitações.
( Texto produzido a partir da homilia do Pe. Fábio de Melo )

Um comentário:

Universitária, eu? disse...

Mulher, eu me identifiquei tanto com esse nome do seu blog, eu também sou uma Mulher Severina!!! Só essa semana eu: troquei o interruptor do meu quarto,troquei a lampada, mudei o bocal de luz do quarto das minhas filhas e rejuntei uns cantinhos no banheiro!!! Amei o blog!

Related Posts with Thumbnails